Home » Artigos » Guaraná em Pó

Guaraná em Pó

guarana-em-po

O guaraná (Paullinia cupana) consiste numa espécie nativa da região da Amazônia brasileira e venezuelana, além das Guianas, cuja semente se extrai o pó de guaraná. A semente de guaraná apresenta aroma pouco perceptível e sabor ligeiramente adstringente e amargo.

Esta semente apresenta grande quantidade de amido, cerca de 60% da semente seca, taninos, metilxantinas – especialmente a cafeína, teobromina e teofilina, além de diversos compostos bioativos, como os flavonóides. Em relação aos sais minerais, apresenta fósforo, ferro, magnésio, potássio, cálcio, assim como vitamina A (importante para a saúde ocular) e vitamina B1 (nutriente envolvido no metabolismo energético).

O guaraná é comumente encontrado sob a forma de pó, obtido a partir das sementes secas, torradas e depois moídas, e na forma de xarope, amplamente consumido em bebidas, muito embora apresente quantidade bem inferior do extrato de sementes de guaraná em sua composição.

O pó de guaraná proporciona uma série de benefícios, como: melhorar o desempenho nos exercícios e a concentração, aliviar dores de cabeça e ajudar a controlar os níveis de colesterol e açúcar no sangue.

Principais nutrientes

O pó de guaraná é rico em cafeína, chegando a até 8% de sua composição em sua massa seca. Para se ter uma ideia, o café possui até 2,5%, a erva-mate cerca 1% e o cacau aproximadamente 0,7%.

Por esta razão, o pó de guaraná é frequentemente utilizado na composição de medicações fitoterápicas e suplementos termogênicos. A quantidade de cafeína no pó de guaraná, contudo, varia de acordo com a região de plantio e método de cultivo.

A cafeína consiste na metilxantina presente no guaraná de maior ação como estimulante do sistema nervoso central (SNC), promovendo um maior estado de alerta ao indivíduo, resistência ao cansaço e melhora da percepção das atividades intelectuais.

Estudos associam o consumo de cafeína com a maior capacidade da memória e redução do risco de enfermidades neurovegetativas, como a doença de Alzheimer. Outro grande emprego dessa substância deriva também de sua capacidade em promover a performance e resistência física de atletas quando submetidos a situação de exercício físico extenuante.

O pó de guaraná também conta com a teobromina. A substância possui efeito broncoprotetor pela capacidade em dilatar os vasos sanguíneos e promover o relaxamento dos brônquios, fator que pode ser útil em tratamentos de doenças respiratórias como a asma. Além disso, a teobromina exerce efeitos no sistema nervoso central, porém em menor grau quando comparado à cafeína.

O guaraná possui fibras alimentares, incluindo a pectina, um tipo de fibra solúvel, além de celulose e hemicelulose, que consistem em fibras insolúveis constituintes da parede de células vegetais. Essas fibras podem ajudar na função e saúde do trato gastrointestinal. Contudo, as quantidades que efetivamente são consumidas por porção do pó de guaraná são pequenas em relação à recomendação diária de ingestão de fibras alimentares. Por isso, é importante ingerir outras fontes de fibras, como as hortaliças e os cereais integrais.

Benefícios comprovados

Melhora o desempenho nos exercícios

Alivia dores de cabeça

Melhora a concentração e o raciocínio

Controla os níveis de colesterol

Ajuda na perda de peso

Melhora a circulação sanguínea

Fonte:

http://www.minhavida.com.br/alimentacao/tudo-sobre/18336-po-de-guarana-ajuda-a-emagrecer-e-melhora-desempenho-nos-exercicios